sexta-feira, 13 de junho de 2008

ALACK SINNER (de Muñoz & Sampayo).












(Joe´s ´BAR)
A série Alack Sinner começou em 1975 da colaboração de
José Muñoz(n.1942, desenhador) com Carlos Sampayo(n.1943,
argumentista). Histórias negras de um detective/polícia em Nova
York, que surgiram no magazine Italiano Linus e no magazine
Francês Charlie Mensuel.
Dois Argentinos que se encontraram em Espanha, nos anos
setenta, depois de fugirem da Argentina por razões políticas.
José Muñoz é um mestre na utilização do preto e branco,
do grande contraste do claro-escuro.
Alack Sinner é frio e cínico, com a face cheia de cicatrizes, vindas
não se sabe de onde, e desemboca num sítio obscuro, de pouca confiança,













(Muñoz & Sampayo, auto-retrato)
José Munoz ganhou o Grande Prémio da vila de Angouléme
em 2007.













(Muñoz & Sampayo conversando com Alack Sinner)












(Um quadrado duma aventura de Alack Sinner)






(Uma tira duma aventura de Alack Sinner)

4 comentários:

Silvares disse...

Esta sim, é uma BD do melhor que há. Em termos gráficos é portentosa. Tem páginas absolutamente de outra galáxia!

jo-zéi disse...

RUI: eh,eh!, estamos totalmente de acordo,...mas o Serge Clerc(ainda) tem umas histórias futuristas e cyberpunks munta loooucas!!!,não se podem descurar. Acredita...

MUMIA disse...

Acredito perfeitamente. nunca me deu para lhe ligar grande coisa. Só isso.

jo-zéi disse...

como esta aventura,aqui por baixo, chamada "Route pour la Gloire",
Com influências de Philip K.Dick.